Arquivo da categoria: Uncategorized

Livres da hipocrisia e presos na palavra!

Já faz um tempo que escrevi sobre hipocrisia aqui no blog com o post “O que na verdade somos?“, sabemos que o processo de “desfarisaisação” da nossa vida é uma etapa difícil e importante pelo qual precisamos passar, todavia nossa caminhada com Cristo continua e com isso avança a necessidade de ir para além. Eu preciso não apenas viver de forma transparente, mas também viver de maneira agradável a Deus onde eu o glorifico através da transformação que ele faz na minha vida. Quero viver fora do acrílico, da caixa, da sistematização teológica, da religiosidade, porém dentro da Palavra de Deus, lutando pra ser mais parecido com Jesus todos os dias e para me livrar da corrupção que há em mim.

Vamos a algumas considerações para entender que tão relevante quanto viver na verdade sincera é viver na verdade da palavra:

  Errar e aprender, aprender e não errar! Somos pecadores, isso é fato, somos potenciais transgressores e temos um “talento” natural para cair. Mas quem disse que isso é de um todo ruin? como diz a música: “Tudo é uma lição, a gente tem que aprender, o Mestre usa a vida a vida usa tudo!”. Errar faz também faz parte do nosso aprendizado e apesar de não ser a maneira mais saudável as vezes é a mais eficaz. Eu sou um cara que sei bem o que é aprender errando (e imagino quão melhor seria se eu aprendesse de outro jeito) e entendo o agir de Deus nisso, mas isso não vale de nada se não gerar em mim uma  mudança de atitude. Dentro desse processo de aprendizagem um ponto essencial é trazer o erro para a luz, mas isso é feito para gerar cura ou pelo menos resistência. O que quero dizer é que não vale de nada ter apenas uma vida super autêntica, onde eu sou o cara que erra mesmo e não tem vergonha de mostrar isso, pois em nada isso me diferencia daquele que não vivem a fé cristã ( na verdade eu encontro mais pessoas autenticas fora do que dentro da igreja). Temos que nos despojar daquilo pelo qual já passamos (Ef 4.22b).

   Fora do saleiro sim, sem gosto não! Nos últimos anos  a minha jornada tem sido inspirada pela mensagem de homens como Ed René KivitzMarcos BotelhoFabricio Cunha quem estão a me ensinar uma vida cristã no meio dos “pecadores” (como se eu não fosse um). Todavia na mensagem dos mesmos eu aprendi a me igualar na humanidade, para que o divino se sobressaia em mim, ou seja, precisamos ser gente de verdade, que tem sentimentos, sonhos, sofrimentos e que não é melhor do que ninguém para que a graça de Deus se revele em nós e as pessoas percebam que a diferença não vem de nós, mas em nós. Precisamos viver no meio daqueles que precisam ler a palavra em nós, precisamos brilhar no meio da escuridão (Fl 2.15), não podemos sair do mundo ( e nossa pós encontro com Cristo não teria significado se isso acontecesse), mas podemos orar ao Pai e pedir a Ele que nos livra do mal ( Jo 17.15) e deixar que ele faça isso. Vivamos como cartaz que tem uma mensagem para ser lida em nós!

Por último, nem tudo que é transparente é puro! Eu sou um cara que come muita besteira e amo comida de fast-food, uma das características desse tipo de estabelecimento é que a cozinha fica visível ao cliente e o processo de preparação é transparente ao consumidor, porém todo mundo sabe que hambúrguer e batata frita está longe de ser a dieta saudável que existe. Além de sinceridade, precisamos de santificação. Antes vivíamos podres por dentro e bonitinhos por fora, agora sem capa colocamos toda a podridão pra fora, mas Deus quer mais, ele quer nos livrar dessa podridão e nos tornar dia a dia mais semelhantes a Cristo (2 Co 3.18). Sejamos transparentes para que os outros enxerguem a mudança gradativa nas nossas vidas e não uma vida estagnada e conformada.

Esse é o desafio, viver com uma só face, mas que essa face seja a de Cristo. Não digo que cheguei nisso, na verdade estou bem longe, mas vamos a luta! Inconformados com nós mesmo, ansiosos pela transformação de Deus em nossas vidas e comprometidos a viver a única vida que temos transbordando Cristo em tudo e em todos.

Abraços!

André Dickson

Ps: São 4h46 da manhã e estou bem indisposto para ler novamente este texto, até pq já gastei tempo escrevendo essa observação, então me perdoe qualquer erro semântico ou sintático. Vlw!

 

Hello world!

Welcome to WordPress.com. After you read this, you should delete and write your own post, with a new title above. Or hit Add New on the left (of the admin dashboard) to start a fresh post.

Here are some suggestions for your first post.

  1. You can find new ideas for what to blog about by reading the Daily Post.
  2. Add PressThis to your browser. It creates a new blog post for you about any interesting  page you read on the web.
  3. Make some changes to this page, and then hit preview on the right. You can always preview any post or edit it before you share it to the world.
%d blogueiros gostam disto: